Apresentação da Instituição - SEEA - SOCIEDADE ESPÍRITOSANTENSE DE ENGENHEIROS AGRÔNOMOS

 

A Sociedade

 

Fundada em 23 de abril de 1958, a Sociedade Espiritossantense de Engenheiros Agrônomos (SEEA) é uma entidade civil de direito privado, sem fins econômicos nem político-partidários, e declarada de utilidade pública pela Lei Estadual nº 3.970, de 24/11/1987.

A SEEA conquistou respeito em todo o Estado em razão do seu efetivo trabalho pela Classe Agronômica, pelo desenvolvimento agropecuário e florestal e pela melhoria da qualidade de vida da sociedade capixaba em geral, conduzido de maneira objetiva e independente.

Em seus mais de 50 anos de história, nomes importantes de nossa categoria profissional já estiveram à frente da Sociedade. O engenheiro agrônomo Rubens Landeiro foi o primeiro deles, seguido por Ivan Belfort Shalders, Euzebio Terra, Kleber Furtado de Mendonça, José Luiz Neves Sudré, José Oscar de Magalhães, Francisco Alfredo Lobo Junger, Kleber Furtado de Mendonça, André Geraldo Altoé, Jorge Luiz e Silva, Wenceslau Martins A. Filho, Renan Ferraz de Brito, Luiz Alberto Nunes, Humberto Nunes de Moraes, João Luiz Barone, Gilmar Gusmão Dadalto e Helder Paulo Carnielli.

Em junho de 2009, o engenheiro agrônomo José Adilson de Oliveira assumiu a presidência da SEEA e, norteado por um consistente planejamento desenvolve, desde então, um importante trabalho de representação, valorização, defesa e fortalecimento da Classe Agronômica.

Sem desrespeitar o meio ambiente, o engenheiro agrônomo espírito-santense trabalha para promover o desenvolvimento rural capixaba, atuando na pesquisa, na assistência técnica, na extensão rural e no empreendedorismo, tornando-se ator fundamental nos avanços conquistados neste setor.

O nosso Estado, apesar de deter apenas 0,5% do território brasileiro, se destaca no agronegócio nos cenários nacional e internacional - principalmente na produção de café – somos o segundo maior produtor do país e o primeiro na produção de café Conilon. Também conquistamos bons resultados na cultura do mamão, como segundo maior produtor e maior exportador do Brasil. O Estado alcançou também o posto de uma das maiores produtividades de eucalipto do mundo. É evidente a evolução do plantio de pimenta do reino, coco, maracujá, inhame e gengibre, e melhorias significativas vêm acontecendo também na avicultura e na olericultura, entre outras.

Todos estes bons resultados obtidos estão diretamente ligados à alta qualidade dos profissionais e, fundamentalmente, no trabalho conjunto destes - por isso a união dos engenheiros agrônomos é tão importante para o futuro da classe.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

___________________________________________________________________________________________________________________________________

 

 

Rua da Alfândega, nº 22, Salas 1103/1104, Centro - Vitória/ES - CEP: 29010-090

(27) 3223-1441 | contato@seea.org.br